Novidades & Curiosidades

Testemunho Catarina Borralho (Estágio Curricular)

testemunho catarina borralho

O meu nome é Catarina Borralho, tenho 21 anos e encontro-me no último ano da Licenciatura em Sociologia, no Iscte-IUL. Uma das unidades curriculares que escolhi para terminar este curso foi “Estágio em Sociologia”, onde estou a realizá-lo na Big Experience no departamento de Consultadoria de Formação e Gestão de Recursos Humanos.

Apesar do Ensino Superior ser uma ferramenta muito importante para a formação de um indivíduo, este não traz consigo um “kit” que nos prepara para o mercado de trabalho, isto é, ao longo da Licenciatura, obtém-se mais aulas teóricas do que experiências para colocar a teoria ensinada em prática, por isso é que é tão importante existir uma opção de estágio curricular no final do curso, pois não só adquire-se experiência profissional como também coloca-se o conhecimento adquirido pelo curso em prática. Para se ultrapassar estes obstáculos, deve-se criar uma ponte entre o mundo universitário e o mundo do mercado de trabalho, ou seja, arranjar uma maneira de ligar os conhecimentos adquiridos na Licenciatura com as tarefas que se tem de realizar no emprego ou, no meu caso, no estágio curricular. Normalmente, o Ensino Superior fornece-nos competências importantes que se deve aplicar no mundo do trabalho: as competências teóricas, como por exemplo, selecionar e aplicar teorias e conceitos; as competências metodológicas, isto é, capacidade para pesquisar e analisar informações; as competências relacionais, como o trabalho em equipa; e, com o estágio curricular ou o emprego, as competências técnicas, que são aprendidas ao longo da experiência profissional, como a capacidade de organização e de adaptação (Costa, 2004, pp. 56).

Embora ainda esteja no início desta experiência na Big Experience, acredito que o meu testemunho possa ser importante para aqueles que querem conhecer e/ou passar por esta experiência, por isso, aqui vou partilhar algumas experiências vividas e alguns conselhos!

Relativamente às experiências que já vivi na Big Experience, gostaria de começar por agradecer à Rita Pulido, à Nélia Vicente e ao Paulo Cópio pela receção que tive no meu primeiro dia e pela amabilidade, simpatia, ajuda e animação que me têm dado ao longo deste estágio curricular! Acredito que sem este ambiente na equipa de trabalho, a minha experiência seria outra! Mesmo não estando na área de recursos humanos ou de formação comportamental, com a ajuda desta extraordinária equipa de trabalho e alguma pesquisa e leitura pessoais, eu consegui ultrapassar obstáculos, como o desconhecimento de certos temas importantes para estas áreas, e sinto que já estou mais coordenada com a empresa.

Em relação aos conselhos que posso deixar, é de salientar a importância de não ter medo de tirar dúvidas ou de admitir que está a ter dificuldades a executar a tarefa ou a perceber a ideia! Um dos elementos importante para o trabalho em equipa é a interajuda, por isso, tanto podemos ajudar os outros elementos do grupo e sermos prestáveis aos mesmos como também temos de mostrar que também os podemos ajudar com as competências que adquirimos com o nosso curso superior!

 

Bibliografia:

  • Costa, A.F. (2004). “Será a sociologia profissionalizável?”, em Gonçalves, C. et al (orgs), Sociologia no Ensino Superior, FLUP.